sábado, 13 de agosto de 2011

Concurso Samba de Enredo - Aparecida 2012

 SINOPSE:



GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA
MOCIDADE INDEPENDENTE
DE
APARECIDA
Carnaval 2012
“MMXII”



"Embora ninguém possa voltar atrás 
e fazer um novo começo,
qualquer um pode começar agora 
e fazer um novo fim".

(Chico Xavier)


Antes de tudo e de qualquer coisa, a vida na Terra está em nossas mãos, nas mãos do homem! Preservar a natureza é manter o equilíbrio do planeta, é preservar a vida. O discurso que tinha de ser feito, já foi feito. É preciso agir! Do verbo ao ato, urgente!

Já existiram e ainda existem muitas datas para o Fim do Mundo e outras muitas ainda devem surgir. São várias as teorias de como vai ocorrer o chamado fim dos tempos. Quase todas guardam a salvação para as pessoas honradas, ou seja, os justos e honestos sobrevivem aqui ou em outro mundo. A data de 21 de dezembro de 2012 atribuída aos Maias, na verdade, é apenas mais uma delas. O certo é que até hoje o mundo não acabou, senão não estaríamos preparando mais um carnaval da grande campeã do carnaval dos caboclos, a Aparecida.

No caso dos Maias, arqueólogos que escavaram ruínas da civilização negam existir entre os achados qualquer referência deles ao fim do mundo. Muito pelo contrário, dizem alguns deles, o povo Maia tinha muitos mitos que privilegiavam a criação do mundo, o espetáculo de criação divina.

A idéia de que o mundo vai acabar tem movimentado a humanidade, lhe causando sentimentos diferentes, de medo, pavor, preocupação, alívio, euforia, dúvidas, curiosidade, fascinação..., principalmente diante do número de tragédias naturais que estão ocorrendo no planeta recentemente, como tempestades, furacões, tsunamis, terremotos, deslizamentos de terra, fenômenos que têm arrebatado milhares de vidas.

Há quem acredite que existe uma eterna luta do bem contra o mal pelo controle do universo e que o final dos tempos ocorrerá quando Deus enviará à Terra seu último profeta que virá para realizar o juízo final e salvar os bons. Será o fim mesmo ou mais uma vez a chance de um recomeço?!!!

Muitos são os que compartilham da idéia de que Deus criou o mundo de forma perfeita, equilibrada. O homem, com sua ambição, desamor, ganância, egoísmo, interferiu nos planos divinos, tirou uma peça do lugar, proporcionando todo o desequilíbrio do sistema, dando origem a dores brutais, tempos de guerra e tragédias naturais. Brincando de Deus, usando sua inteligência para o mal, criou máquinas que destroem a si próprio e ao planeta, sua grande casa, pensada e criada pelo Pai.

De forma avassaladora, fomentando desenvolvimento sem sustentabilidade com objetivo único de conquistar poder e lucro, tem promovido o esgotamento dos recursos naturais, nos quatro cantos do planeta. Cego, cospe gases que agridem a Terra, causa o aquecimento global, sufoca a natureza, polui ares, águas, torna a vida escassa, proporcionando o desaparecimento de espécies de animais.

A natureza tem reagido à dor das feridas que têm sido abertas, com revolta. Seu grito é violento. Tempestades acontecem destruindo cidades, ceifando vidas, engolindo povos. Volta e meia, vemos a ocorrência de terremotos, maremotos, tsunamis, tufões que tem apagado cidades do mapa, mundo a fora. Estados Unidos. Haiti. Japão. Indonésia. A neve na Europa que mata num sopro. A seca e a cheia recentes são impressionantes na Amazônia.

As catástrofes naturais sempre vão existir, mas não podemos acelerar os fatos, como temos feito.

No Brasil, essas catástrofes ocorrem bem menos que em outros países. Mas a corrupção e a desigualdade social, que isolam milhares de pessoas na pobreza, são nascedouro do desamor, do egoísmo, elementos componentes da nossa bomba atômica: a violência, que elimina milhares de vidas todos os dias, de forma barulheta e silenciosa, muitas vezes, sem que nos demos conta disso.

Na Amazônia, a vida tomba na guerra pela extração do ouro e por um pedaço de chão.  Ambiciosos madeireiros ferem a floresta na calada da noite e mesmo à luz do dia. Toreros, homens que roubam madeira, fazendeiros, arrozeiros, agricultores, vêem a terra apenas como forma de lucro. Uma inversão. Dinheiro e poder valem mais que a vida humana.

Na luta em defesa da vida na floresta fez nascer na história, pela morte, muitos heróis que marcaram na história da humanidade; e pela vida, anônimos que vivem na batalha de impedir o desmatamento desenfreado e as guerras entre insanos.

Mas vamos virar a página!
O futuro é agora! Não dá mais para esperar!

Para que o planeta tenha vida longa e o homem viva em paz consigo mesmo e com a vida na terra, é necessária uma mudança radical de sua atitude, na sua relação entre si, e dele próprio com o planeta. É possível! Basta querer! É tornar o verbo, ação. Vamos mudar o cenário!

O povo do Amazonas é um exemplo de que o homem pode viver em harmonia com o planeta. Ele faz parte do meio ambiente e não se vê de forma separada dos animais e da sua floresta. E se até hoje mantemos preservada grande parte de nossa floresta exuberante, morada, refúgio da vida, não foi por acaso!

Somos exemplos de desenvolvimento sustentável, - vejamos aí o Pólo Industrial de Manaus (PIM), que propicia a produção de vários produtos que facilitam a vida do homem, sem desmatar a floresta e ainda gera empregos para milhares de pessoas. Temos ainda a extração de petróleo e gás natural, na bacia do Urucu, tudo feito sem destruição ou degradação ambiental. Vejamos o manejo do Pirarucu, gigante das nossas águas, peixe ameaçado de extinção, que tem na Reserva de Mamirauá seu refúgio. E aí, vale ressaltar que Mamirauá é apenas uma das dezenas de outras reservas criadas para proteger a floresta da voracidade dos incrédulos.

A Aparecida, escola-verde, que defende o verde desde as cores de sua bandeira, faz, neste carnaval uma viagem-verde levando ao mundo um discurso-verde, exemplo de vida-verde. Cada um pode fazer sua parte. Nós faremos o que sabemos fazer, que é carnaval. Vamos agora, nessa viagem, deixar o solo amazônico e ganhar o mundo para travar no planeta, uma batalha ideológica, sem armas letais. Nessa batalha, nossa gente-verde levará a todos os povos do mundo nosso modelo de vida, em harmonia com o meio ambiente. Vamos tomar o mundo espalhando amor e tolerância. Quem ama preserva, luta pela vida e faz a vida acontecer!

A nossa estratégia está traçada e é rica de amor e paz. Queremos chamar todos os povos do mundo à consciência, para fazer valer a preservação da vida na Terra. Mas para isso é preciso amor ao próximo, como Ele nos ensinou, mudar de atitude. Montemos as tropas então! Estão convocadas forças da natureza! De outro lado, um exército de ambientalistas, estudiosos, cientistas enfrentam os códigos mal traçados, derrubam as máquinas do ódio, e criam formas de viver com preservação.

2012 não será o fim, mas o recomeço, a renovação...

Ao invés da Morte, da Peste, da Fome e da Guerra, os tão esperados cavaleiros que viriam para fazer o Apocalipse, serão mensageiros do Amor, da Tolerância, da Paz e da Vida, para a humanidade.

Somos o povo do Amazonas, o Éden tão sonhado! Amazonas, a falada terra prometida! Neste torrão estão ainda, adormecidos, universos desconhecidos. Guardamos aqui a Grande Árvore da Vida. Somos o lar da Mãe Natureza, berço perfeito para a vinda do Menino Deus, que anunciará um novo tempo, um mundo de paz, sem dor, nem fome, nem guerra. Um mundo novo, lugar de um homem modificado. Ser mudado na sua forma de se relacionar com o planeta, consigo mesmo e com os seres vivos, que marcará ainda, por muitos e muitos séculos, de forma positiva, o solo do planeta, ou serão os céus?... Se não for assim, como será? Quem dirá?

Não podemos esperar o futuro, nosso futuro é aqui, é agora!

Saulo Borges
(Em caso de dúvidas pode ligar 99854310, melhor pela manhã!!!)

Obs.: Palavras em negrito no texto podem ser usadas na letra do samba, de acordo como os compositores acharem melhor e conveniente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário